Cuidados ao escolher LED Drivers Dimerizáveis

Sistemas de automação tem sido cada vez mais utilizados no mercado de iluminação. Estes sistemas estão presentes tanto para soluções que utilizam corrente contínua, quanto solução com tensão contínua.

A forma como cada um atua depende justamente do tipo de solução e alguns cuidados devem ser considerados para que o projeto não tenha problemas.

Tipos:

  • Liga/Desliga

 

Normalmente encontrada em soluções de tensão contínua, este tipo de atuação trabalha em ligar e desligar a placa de LED. Este processo ocorre através de PWM e em frequências que nossos olhos não conseguem perceber. Quanto maior tempo ligada, maior será o fluxo luminoso.

Raramente sistemas de dimerização para tensão contínua apresentam problemas. Isso porque este tipo de solução é bem versátil e sua dimerização é simples. Hoje em dia existem no mercado opções para dimerização na entrada do LED Driver (Triac), assim como para dimerização na saída do LED Driver (Interruptores e chaveadores).

Na imagem abaixo demonstramos como é este sistema de Liga/Desliga, observe que quanto mais tempo a placa de LED fica ligada, maior será o fluxo luminoso.

  • Diminuição da corrente de saída

 

Este tipo de atuação ocorre mais comumente em LED Drivers para corrente contínua. Conforme você dimeriza, o LED Driver reduz sua corrente de saída, diminuindo assim o fluxo luminoso da placa de LED.

O problema é que a tensão do LED varia de acordo com sua corrente, ou seja, ao aumentar ou diminuir a corrente, além do fluxo, você estará alterando a tensão da placa de LED. Este fator deve ser considerado na escolha do LED Driver, uma vez que se o valor de tensão ficar fora do range de operação, o sistema irá apresentar problemas.

Um dos efeitos mais comuns é a placa de LED começar a piscar quando dimerizada ou desligar de forma prematura antes mesmo de chegar ao valor mínimo de dimerização.

No gráfico abaixo é demonstrado como o valor de tensão diminui conforme diminuímos a corrente. Este gráfico é um exemplo, os valores irão mudar de LED para LED.

Os valores acima são um exemplo. Como dito anteriormente, a porcentagem de variação irá variar de modelo de LED para LED.

Podemos tratar 20% como uma média, ou seja, é importante adicionarmos uma tolerância para que os limites não sejam atingidos. Recomendamos que você considere 30% do valor da placa de LED.

Ex1: Se a placa de LED tem tensão de 45 Vdc, o valor a ser considerado como mínimo para o LED Driver é de  31,50 Vdc.

Ex2: Se a placa de LED tem tensão de 130 Vdc, o valor a ser considerado como mínimo para o  LED Driver é de 91 Vdc.

Outros pontos importantes:

Um ponto que muitas vezes influencia a qualidade da automação é a qualidade do hardware dos controladores. No caso das soluções de dimerização por Triac, a qualidade influencia muito a capacidade, homogeneidade e confiabilidade do sistema. Dimmers de má qualidade costumam piorar o ruído do LED Driver (este ruído é comum em LED Drivers Triac), também interferem da homogeneidade da dimerização (levando a variações bruscas de luminosidade) e também não costumam apresentar um bom range de atuação (fazendo muitas vezes com que o sistema apresente variação entre LED Drivers).